quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Rodízio de técnicos

Aguirre é a vítima da vez.
Demitir técnicos é um dos maus costumes do futebol brasileiro. Acontece com os feras, com os medianos e ainda mais com os fracos. Mas a dança das cadeiras a que os profissionais são submetidos beira o despreparo e expõe a falta de planejamento dos chamados homens fortes do futebol. A culpa da derrota, da eliminação e do fiasco são sempre dos técnicos, sendo eles estrangeiros ou não. O peso da culpa dobra quando colocada nos ombros de um estrangeiro e a demissão da vez chegou para Diego Aguirre.

Curta nossa fanpage!