quinta-feira, 16 de julho de 2015

Vitória com sabor de derrota

Ah se todos fossem como D'alessandro. | Foto: Diego Guichard
Por 15 minutos pudemos matar a saudade do verdadeiro clima da Libertadores - aquele que arrepia, entusiasma e causa pequenos ataques do coração. Com dois gols a nosso favor em apenas dez minutos, minha cabeça logo tratou de começar a escrever o texto que faria o Inter renascer das cinzas do brasileirão. Mas como o futebol tende a uma frustação enigmática, aqui estou para contar o que deu de errado para que uma grande vantagem se tornasse quase invisível.

Curta nossa fanpage!