quarta-feira, 28 de setembro de 2016

"35, acabou, não tem mais jogo"

Talvez esse seja seu objetivo: perder | Foto: Jeremias Werneck
Um time que entra em campo para perder é um time sem esperança, sem objetivo, que segue o lema "dos males, o menor". No caso do Inter, o menor mal é ser eliminado da Copa do Brasil - sua verdadeira batalha está em escapar do rebaixamento. Mas porque não usar a competição de mata a mata para aumentar o ânimo do elenco ou dar sequência para o time titular? 

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Interferência, já!

Inter jogou bem aqui em Minas | Foto: Ricardo Duarte
No último post, afirmei que o Inter teria que jogar muito futebol para tirar um pontinho do Atlético-MG, aqui em Minas. Perdemos, mas surpreendentemente sem sermos humilhados. O Inter se entregou, lutou a cada disputa de bola e não se abateu mesmo com a iminente derrota. Poderíamos ter buscado o empate, mas Roth preferiu perder. 

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Classificado para sofrer

Celso Roth não escalou o Inter para jogar futebol.
Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter
O Inter não entrou em campo para jogar futebol. Engana-se quem pensou que veria uma mudança de postura no time ou uma classificação vigorosa para a próxima fase da Copa do Brasil. A partida contra o Fortaleza foi em águas mornas, administrando um resultado que não vai manter o time na disputa por muito tempo. 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Os equívocos de Juarez

Sasha, o rosto da derrota. | Foto: Ricardo Duarte
Essa sensação, torcedor, é comum entre aqueles que sabem separar o real do imaginário. É aquela sensação de conformismo que nos vai dominando, consequente de uma derrota improvável que nos afundou em uma situação que vai conhecendo sua decadência rodada após rodada. Não é uma questão de desistir de amar ou abandonar o clube. É uma hora de admitir que, se antes era pouco provável que o Inter perdesse para o América-MG, agora a realidade nos faz imaginar jogar com equipes deste nível durante uma temporada inteira. 

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

O Inter não merece a torcida que tem

Estádio lotado, futebol em falta. | Foto: Ricardo Duarte
Em finais de jogo como este, percebo que o Inter não pode ser ajudado, quando o mesmo não consegue se ajudar. É vergonhoso. O contraste proporcionado pela torcida cantando durante 90 minutos e a atuação dos jogadores em campo me faz concluir que o Inter não merece a torcida que tem. É um time que merece ser rebaixado, com ressalvas. Mas a torcida? Ah! A torcida não merece ir para a série b.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Renascimento

Nosso próximo capitão. | Foto: Ricardo Duarte
Vocês vão concordar que 84 dias sem vencer no campeonato brasileiro nos colocou em uma posição que sabemos bem que não nos pertence. Fomos expostos, durante 14 rodadas, ao desânimo, à descrença e à decepção - tudo isso porque não conquistávamos 3 míseros pontos e não subíamos na tabela. Foram incontáveis empates até a noite desta quinta, onde o Inter ressurgiu ao lado de sua torcida e provou porque não vai cair para a série B.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Triunfo imprescindível

O responsável pela vitória. | Foto: Ricardo Duarte
Você sente neste momento, torcedor colorado, o sabor inconfundível de uma vitória, banhada pelo conhecimento da torcida. Aquele conhecimento que você adquire com o passar do tempo, conhecimento este que treinadores duvidam e rejeitam. Nesta quarta-feira, o Inter venceu porque a torcida e a imprensa pressionaram Celso Roth a acertar.

Curta nossa fanpage!